Publicado por: moacirmolotov | 04/12/2009

Exercícios de Desconforto – A Arte de Gostar de Sofrer – Parte II


2- Vinyan – Este, de 2008, dirigido pelo francês Fabrice Du Welz (Mas com seu áudio gravado em língua inglesa), expõe para o expectador, de maneira depressiva, desesperadora e sem um pingo de esperança, a busca de Jeanne (Emmanuelle Béart, trabalhando muito bem) e Paul (Rufus Sewell) pelo filho pequeno desaparecido durante o Tsunami. A primeira metade do filme trata-se de um drama lento e devastador, mas conforme os minutos vão passando, a sanidade de Jeanne vai indo por água abaixo, e a tortuosa busca transmuta-se em uma doentia obsessão em um solo apocalíptico, primitivo e habitado por crianças pra lá de macabras. O expectador vai se sentir afetado, tão brilhante é a atuação de Emmanuelle Béart: É de arrepiar os cabelos. O filme, em sua maior parte, é lento, frio e um tanto depressivo e introspectivo, mas o clima desesperador é crescente e alcança níveis diabólicos.

Mário Ribeiro


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: